5 dicas para viajar e se hospedar gastando pouco ou quase nada

Quando a gente pensa em viajar, a primeira coisa que vem à cabeça é “preciso juntar dinheiro”. Mas e se houver uma alternativa pra não gastar tanto? Será que tem jeito de viajar gastando pouco, e até mesmo conseguindo se hospedar de maneira gratuita?
Fomos atrás disso e, olha, tem jeito sim! Algumas maneiras é preciso apenas abrir mão de certas “mordomias” durante a viagem.

Listamos aqui 5 opções para viajar pelo mundo e se hospedar gastando pouco ou até nada.

hospedar troca de casa

Acho que uma das maneiras mais legais de viajar e se hospedar sem gastar nada é com a troca de casa! Em sites como o trocacasa.com e guesttoguest.com.br você pode escolher pra onde quer ir e ver se existe uma casa disponível nesse local pra troca. É necessário que você cadastre sua casa, colocando o máximo de informação possível e colocando fotos pra que as pessoas interessadas também vejam e sejam convencidos a escolher sua casa pra trocar. Tire fotos bonitas, mostrando bem o espaço da sua casa. Coloque também os serviços que têm próximos a sua casa, como pontos de ônibus, restaurantes, bares, padarias, etc.
A partir da escolha, as duas partes trocam mensagens para combinar os dias, as regras, etc.  Nesse caso a hospedagem fica sem nenhum custo e você tem uma casa inteira pra você onde quiser.

 

01-

Couchsurfing na tradução literal seria “surf de sofá”, e é uma ótima opção de ter uma hospedagem grátis, já que as pessoas que oferecem não cobram de seus visitantes. A ideia é que o visitante tenha a experiência do local também pela visão de quem o hospeda. No site www.couchsurfing.org você pode se cadastrar e encontrar pessoas do mundo todo que estão dispostas a oferecer esse tipo de hospedagem. Lembrando que como é uma hospedagem oferecida a um visitante, o dono da casa estará lá provavelmente o tempo todo, então se tem menos privacidade que outros locais. É legal também você ter uma referência do anfitrião, pra saber como é a convivência com ele, se ele é tranquilo, etc. Afinal, queremos a melhor experiência possível né.

 

03

Você pode conseguir hospedagens + refeições gratuitas em outros países caso esteja disposto a pagar com seu trabalho algumas horas do dia. Sites como o www.workaway.info reúnem diferentes lugares do mundo que aceitam esse tipo de troca.
Vários hotéis, pousadas e hostels oferecem a possibilidade de serem pagos com trabalho. As vantagens variam dependendo das horas que você está disposto a trabalhar. Você pode fazer menos horas e ganhar apenas a hospedagem, mas também pode ganhar a alimentação se estiver disposto a trabalhar algumas horas a mais. Os tipos de trabalhos variam mas é sempre possível ver as possibilidades antes de aceitar.

 

voluntariado

Trabalhar como voluntário pelo mundo é uma boa opção, mas sempre mantendo em mente que não é apenas uma viagem turística, mas também uma com fins humanitários. O voluntariado pode ser desde trabalho no campo ajudando em fazendas orgânicas, até aulas para alunos carentes. Existem vários sites que oferecem esse tipo de troca, como o www.helpx.net  e o www.aiesec.org.br. Esse dois funcionam de maneira parecida. Pra saber qual dos dois se adequa mais ao seu perfil, leia atentamente as opções e regras de cada um.

 

milhas aereas

Viajando sempre com a mesma companhia aérea você consegue acumular milhas (créditos ou pontos) que serão trocadas por novas passagens nacionais ou internacionais. Pra conseguir fazer parte disso, é necessário fazer cadastro na companhia aérea que desejar e depois apresentar o número de inscrição todas as vezes em que reservar um voo ou no momento do check in, para que as milhas sejam computadas. Outra opção também é aproveitar o programa de recompensas do cartão de crédito e trocar os pontos pelas milhagens.

 

Você já viajou utilizando alguma dessas possibilidades?
Comente aqui como foi sua experiência!

 


Siga-nos no facebook e instagram pra não perder nenhum conteúdo.

 

Autora

Paola Ramos

Mineira, 30 anos, leonina, designer, e acha que é fotógrafa nas horas vagas. Adora conhecer novas culturas, tradições e principalmente experimentar a culinária de cada local. Criou o blog para deixar registrado os lugares que já foi e mostrar dicas que possam ajudar quem quer ir.

Author Social Media Icons

12 Comments 5 dicas para viajar e se hospedar gastando pouco ou quase nada

  1. Gabi Pizzato abril 1, 2017 at 9:40 pm

    Olá!
    O máximo que usei da lista foram as milhas e olha que hoje em dia está um pouco difícil de conseguir promoções… sempre fico de olho!
    Boas dicas!

    Reply
  2. Gisele Ramos março 26, 2017 at 11:25 pm

    Sou fã das milhas! Couch Surf não tenho coragem, mas estou de olho nas possibilidades de trabalho… quando pintar uma bacana que coincida com um destino que quero conhecer, vou sem pensar duas vezes!

    Reply
  3. Naná Coutinho março 26, 2017 at 3:10 am

    Das cinco dicas já usei três. Não tem desculpa para não viajar! Se organizar direitinho, todo mundo viaja! hahaha

    Reply
  4. Carolina Belo março 25, 2017 at 2:19 am

    Olááá! Eu só utilizo as milhas mesmo… Outro dia li sobre o couchsurfing. Até achei interessante, mas ainda não me aventurei, he he he. Parabéns pelo post!!
    Abraços,
    Carolina

    Reply
  5. Fábio Mendes março 24, 2017 at 4:50 pm

    Adorei o post! A gente sempre usa milhas e já viajamos bastante graças a elas. Troca de casa é um sistema que a gente vem estudando há algum tempo e qualquer dia desses vamos adotar. Abraços!

    Reply
  6. Cristina março 24, 2017 at 11:32 am

    Puxa, eu nunca tinha ouvido falar de algumas opções que mostrou! Muito interessante! Só usei as milhas, aliás uso sempre! Haha

    Reply
  7. Adriana Mendonca março 24, 2017 at 5:51 am

    Já usei praticamente todas! Tirando a troca de casas, pq agora não tenho casa pra trocar. Mas é graças a essas possibilidades e ainda outras que consigo viajar por tanto tempo e continuar economizando. Muito boas as dicas!

    Reply
  8. Keul Fortes março 23, 2017 at 6:20 pm

    Nossa, muito bom o post! Essas dicas realmente são valiosas para viajar gastando pouco. O que eu mais uso é milhas! hahaha.. Posso afirmar que já usei 10.000 pontos em uma viagem que o valor era de R$ 1.000,00. O programa de milhagem que mais curto é o Multiplus.

    Reply
  9. Leo Vidal março 23, 2017 at 1:38 pm

    Viajar de milhas é a melhor dica! Sem dúvida se você conseguir acumular e administrar bem suas milhas, as viagens ficarão mais fáceis e corriqueiras. Eu sempre uso.

    Reply
  10. Analuiza (Espiando Pelo Mundo) março 23, 2017 at 1:04 pm

    Ou seja: não há desculpa para não se jogar no mundo! Com um bocadinho de poupança e dicas como essa dá para ganhar o mundo, não?!

    Reply
  11. Ana Flores março 23, 2017 at 12:10 pm

    ai sabe que eu mal mal uso milhas? Acaba que quase nunca eu acho passagens que valham a pena usar as milhas! Boas dicas! Vou tentar praticá-las!

    Reply

Leave A Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *